20 Perguntas, Nenhuma Resposta - Volume 1

Recebi um e-mail muito divertido, com perguntas que não têm resposta definitiva, ou que têm, mas são de certa forma, curiosas. Eu reproduzo aqui essa lista de perguntas, um tanto ampliada e modificada. Se quiserem, sintam-se a vontade para responder as perguntas, mas não levem muito a sério. Lembrem-se que trata-se de uma brincadeira, uma piada. Nada aqui é científico ou pedagógico.





1- Por que um piloto Kamikase precisava usar capacete?

2- Por que os aviões não são fabricados com o mesmo material usado nas suas
caixas pretas (que sempre resistem aos acidentes)?

3- Por que as lojas abertas 24 horas possuem fechadura?

4- Quantos guarda-chuvas você já perdeu? Eu já perdi muitos. Quantos você já achou? Eu nunca achei nenhum.
Então para onde eles vão afinal?

5- Por que as pessoas apertam o controle remoto com mais força, quando a pilha está fraca?

6- Por que se usa agulha esterilizada para aplicar a injeção letal em um condenado a morte?

7- Por que "separado" se escreve tudo junto e "tudo junto" se escreve separado?

8- Como foi que a placa "É Proibido Pisar Na Grama" foi colocada?

9- Se uma pessoa está nua, ela pode levar um tiro a queima roupa?

10- Por que o Zeca Pagodinho canta Samba e o ExaltaSamba Canta Pagode?

11- Já que o vinho é líquido, como pode existir vinho seco?

12- Já que os homens são todos iguais, por que as mulheres escolhem tanto?

13- Como se escreve zero em algarismos romanos?

14- Para que serve o bolso em um pijama?

15- Se após o banho estamos limpos, por que precisamos lavar a toalha?

16- Já que sabemos que o mundo é redondo, onde ficam então, os tais quatro cantos do mundo?

17- Adão tinha umbigo?

18- Por que a laranja se chama laranja e limão não se chama verde?

19- Quem colocou bobes no rabo do porco?

20- Por que quando aparece no computador o aviso "Teclado Não Instalado", é solicitado para se apertar qualquer tecla?



Veja Também:

Cinco Cúmulos da Burrice
Cúmulos da Preguiça, Mãe de Todos os Vícios
advinhas
Postar um comentário